Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Está Tudo Tratado e Nada Resolvido

Tratamento de temas interessantes de uma forma desinteressante. Abordagem inconsequente acerca da consequência das coisas. Tudo será devidamente tratado, mas sem qualquer resolução. Os leigos também têm opiniao...

Está Tudo Tratado e Nada Resolvido

Tratamento de temas interessantes de uma forma desinteressante. Abordagem inconsequente acerca da consequência das coisas. Tudo será devidamente tratado, mas sem qualquer resolução. Os leigos também têm opiniao...

A 9ª Sinfonia de Beethoven

Os CDs foram inventados para comportar 72 minutos de música porque este é o tempo exacto de duração da 9ª Sinfonia de Beethoven.

Em 1824 surge a Sinfonia nº9 em Ré Menor. Pela primeira vez na história da música é inserido um coral numa sinfonia, a aliança entre as artes irmãs: a poesia e a música.

A partir de Beethoven a música nunca mais foi a mesma. As suas composições eram criadas sem a preocupação de respeitar regras.

Inaugura a tradição de compositor independente, que escreve música para si, sem estar vinculado a um príncipe ou a um nobre mecenas que lhe custeasse a existência.

Hoje em dia muitos críticos consideram-no, em conjunto com Mozart, como os maiores compositores de todos os tempos.

A ele se deve o inicio do período Romântico.

Conta-se que um dia perguntaram a Wagner quem seria o maior compositor daquela época. Ele respondeu:

- Eu próprio !

- Então, e Beethoven ?

- Ele é a própria musica !

A sinfonia n.º 9 tem um papel cultural de extrema relevância no mundo actual. Em especial o 4. Andamento, o "Hino à Alegria", foi rearranjada por Herbert von Karajan para se tornar o hino da União Europeia.

Foi apresentada pela primeira vez em 7 de maio de 1824, em Viena, Áustria. Dirigiu o maestro foi Michael Umlauf, director musical do teatro.

Beethoven, já em adiantado estado de surdez, teve direito a um lugar especial no palco mas não pôde dirigir.

Como é irónico que alguém, que nunca ouviu a composição, nos tenha legado uma obra que ainda hoje, duzentos anos depois, nos maravilha.